Curso em EAD ensina professores a desenvolver um sistema de organização pessoal

shutterstock_406722409

A rotina de um professor é como fazer malabarismo, é necessário saber equilibrar as tarefas urgentes, gerenciar as aulas e horários exaustivos, o que pode ser um grande desafio. A organização nesses momentos é fundamental para alcançar os bjetivos com clareza e qualidade nas tarefas executadas. 

Mas por onde você, professor, pode começar a desenvolver um sistema de organização eficiente?

Criado pela Relay Graduate School of Education, que é uma escola de pós-graduação inovadora com um programa de mestrado projetado especificamente para proporcionar o treinamento de professores  na busca de resultados eficazes, o curso O Professor Equilibrado examina os motivos de planejar com antecedência. Provendo ferramentas para acompanhar os compromissos, prazos e tarefas, ajudando os professores a desenvolver um sistema de organização pessoal que interage com suas tarefas diárias. E não não importa se você é o tipo de professor que faz listas usando papel e caneta ou é um especialistas da tecnologia digital, todos os estilos e preferências se beneficiarão da abordagem prática que é apresentada neste curso.

O curso está disponível gratuitamente no site do Coursera que é uma plataforma de ensino que realiza parcerias com as melhores universidades e instituições de ensino em todo o mundo para oferecer cursos on-line de forma acessível e gratuita.

Vamos começar?

Ficha do Curso

Duração do curso: 8 horas de vídeos, leituras e projetos

Idioma: Português

Como ser aprovado: Seja aprovado em todas as tarefas para concluir o curso.

Link para o curso: Clique aqui 


Aproveite e conheça os cursos de pós-graduação do UNASP em EAD na área de educação.

Docência Universitária

Tecnologias Educacionais e Docência

Métodos e Técnicas de Ensino

Gestão em EAD e Tutoria Online

Descubra como superar os desafios de ensinar no ambiente virtual

shutterstock_421971649

No ambiente virtual é trabalho do professor ensinar seu aluno a pensar, a comunicar-se, a interagir, a buscar o conhecimento, a ter raciocínio coerente, a ser organizado, a ser responsável e a ter a capacidade de articular a teoria aprendida com a prática exercida. Mas na prática, como o professor consegue motivar nas atividades online?

A sistematização das experiências é uma maneira de ampliar os resultados satisfatórios. É importante que os professores acompanhem os alunos com perguntas sobre a satisfação deles em relação ao curso, também é importante ouvir críticas e sugestões e reporta-las aos gestores. De acordo com Snyders (2005) é necessária a cultura da satisfação, e gestores podem obter as respostas dos alunos em relação ao contentamento ou não. O feedback no ambiente virtual é muito importante!

Cabe aos professores, gestores e alunos reinventarem o pensar e o agir dentro das aulas e fóruns online. No sentido estratégico é preciso compreender os conflitos e ações que ocorrem dentro do ambiente online, para que as informações fornecidas através dessas experiências possam resultar em mudanças positivas e diferenciais no curso.

Não se consegue verificar, com facilidade, a fluidez do saber, entretanto, é possível conhecer os resultados.

É pela prática cotidiana no ambiente digital de aprendizagem que o professor estabelece as negociações do projeto de formação, envolve-se em tarefas educativas e acolhe os alunos e gestores no processo. Tudo se concentra na relação dos conteúdos com os objetivos e situações de aprendizagem, no domínio dos conteúdos para compor atividades em situações abertas ou tarefas com grau maior de estratégia, na exploração dos interesses dos alunos para que consigam se apropriar dos dados e das informações e na organização da aprendizagem para orientar o trabalho e conseguir os resultados estabelecidos

unasp

A autoavaliação docente deve ser presente no processo, assim como o incentivo da avaliação mútua e da metacognição que, nesse contexto, é entendida como o modo de saber como ocorre o próprio conhecimento. Tais esforços avaliativos têm como mote o conscientizar e o analisar o que de fato é aprendido e ensinado. Repensar sobre o processo de modo individual e coletivo é essencial para que o aprendizado seja mensurado.


Gostou do assunto abordado nesse post? Então conheça nossos curso de pós-graduação na área de educação, EAD e tutoria online. Para ver é só clicar aqui.

Aprenda a fazer arranjos florais criativos reaproveitando materiais reciclados

Os arranjos florais são uma ótima opção para quem gosta de criar decorações usando flores e folhagens para deixar os ambientes ainda mais bonitos. Uma maneira criativa, barata e sustentável é reutilizar alguns objetos que iriam parar no lixo para compor a decoração. Veja só essas opções:

Leia também:

Ideias para decorar sua casa com materiais reaproveitados 

Profissões para quem gosta de sustentabilidade

Conheça o Unasp Campus Virtual 

1 – Latas

Uma maneira econômica de montar os arranjos florais é usar latas como vasos. Pode ser qualquer tipo de lata, de leite em pó, de molho de tomate, pêssego em calda e outros produtos enlatados. Para customizar as latas você pode simplesmente retirar o rótulo para ter efeito bem simples e bonito na ornamentação. Outra opção é pintar as latas com tinta acrílica e usar fitas, ou cordões, para finalizar com um laço.

unasparranjos1Imagens via: 1. Casa e Jardim / 2. apezinho.com / 3. You and Your Wedding 

2- Vidros

Reutilize os vidros vazios de remédios, azeite, sucos, perfumes e leite de coco para fazer arranjos! O resultado são ornamentos singelos e cheios de personalidade. Ideal para decorar o centro das mesas, o segredo está na mistura dos formatos e tamanhos dos vidros. Use a mesma base de flores e folhagens intercalando em diferentes tamanhos e cores de vidros. Outra maneira criativa de reutilizar os vidros é pintá-los com tinta acrílica.

arranjosunasp2Imagens via: 1. Pinterest / 2. Pinterest

7bb881b50a15fbed480b02690d00d3a9

3- Caixas de madeira

Utilizar caixotes de madeira é uma opção mais rústica, mas não menos bonita. Nesse caso o ideal é usar um vidro menor dentro com água ou um refratário com a espuma para apoiar as flores e folhagens. Se você quiser que a caixa dure mais tempo não esqueça de passar uma mão de verniz.

arranjounasp4Imagens via: 1. Pinterest / 2. Pinterest / 3.  frostedpetticoatblog.com

4 – Xícaras

As xícaras são muito delicadas e ficam lindas na hora de montar arranjos. A ideia é usar flores mais miudinhas em xícaras pequenas para não ficar exagerado. Na hora de montar o arranho use espuma para dar mais firmeza aos talos curtos.

arranjosunasp3Imagens via: 1. Pinterest / 2. Pinterest

Quer aprender mais técnicas para montar arranjos florais? O Unasp Campus Virtual oferece um curso completo estruturado em unidades de estudo disponíveis em um Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA). No AVA, o aluno matriculado tem acesso a conteúdos digitais, videoaulas inéditas, atividades online, além de um mapa do curso que ajuda o aluno a organizar seus estudos. O curso conta também com um tutor online que fica disponível para sanar dúvidas, orientar a realização de atividades, compartilhar materiais, entre outras atividades. O cursista pode ainda interagir com outros participantes.Ao final do curso, cumpridas as atividades previstas, é emitido o certificado de conclusão conferido pelo Centro Universitário Adventista de São Paulo (UNASP) – Campus Virtual.

Assista o vídeo abaixo para saber mais sobre o curso e clique aqui para começar as aulas hoje mesmo!

Como planejar o primeiro negócio?

large_shutterstock_163229387
Como fazer o planejamento do meu primeiro negócio?
Escrito por David Kallás, especialista em empreendedorismo

Uma das dúvidas mais frequentes de empreendedores de primeira viagem é se vale ou não a pena investir tempo em um processo de planejamento estratégico. Afinal de contas, como planejar sem uma base histórica de dados? Por que planejar, se o mundo é imprevisível e o contexto do negócio muda a cada momento? E se aparecer alguma oportunidade que possa colocar o negócio de ponta-cabeça? Ainda assim vale a pena fazer um planejamento?

A resposta é: sim. Porém, é importante que o empreendedor tenha uma consciência diferente da tradicional ao lidar com o planejamento. Primeiro, não se deve acreditar que exista uma bola de cristal, por mais sofisticado o método estatístico de previsão de demanda ou por mais elaborado o estudo setorial que se tenha em mãos.

Segundo, deve-se estar atento que o processo de planejamento é tão ou mais importante que o documento gerado por ele. Muitas vezes, a peça final (o plano) não contém a riqueza das análises e discussões geradas durante o processo. Fazer um planejamento estratégico traz um aprendizado valioso ao empreendedor, seja sobre o mercado que atua, sobre a empresa ou sobre si mesmo.

Dito isso, quais os passos de um planejamento? Tudo começa pelos fundamentos estratégicos: a clara definição do negócio (missão), propósito, visão de futuro e valores. Em seguida, é necessário avaliar o contexto externo, identificando tendências políticas, econômicas, sociais, tecnológicas e em outras dimensões que podem ser oportunidades ou ameaças para a empresa.

Ainda no contexto externo, deve-se também analisar as condições setoriais que representam os maiores desafios, como poder de fornecedores e clientes, ameaças de novos entrantes, substitutos e a concorrência.

Em seguida, o olhar deve ser direcionado para dentro, analisando os pontos fortes e fracos da empresa, seus processos, recursos e o próprio modelo de negócio. Após essa fase de análise, chega a hora de escolher a estratégia, por meio da escolha e priorização das principais ações a serem tomadas nos próximos meses ou anos.

Essas ações devem ser derivadas da combinação de pontos fortes, fracos, oportunidades e ameaças (a famosa análise SWOT). Esse é o momento crucial, pois normalmente é aqui que as empresas costumam se propor a realizar mais do que realmente conseguem. É o momento da escolha em si, deixando para trás (ou para depois) alguns projetos importantes.

Finalmente, as ações devem ser muito bem definidas e devem ser escolhidos os poucos e vitais indicadores de desempenho que servirão para medir os resultados e fazer ajustes, caso necessário.

A principal dica prática para o empreendedor é: mantenha a simplicidade. O plano deve ser resumido, direto e objetivo. Uma vez pronto, ele deve servir como uma referência para a jornada. Use-o para comparar o planejado com a realidade, para aprender e mudar o curso das ações se assim for necessário. Parafraseando a famosa frase “it is the trail, not the rail”, vale a pena dizer que “é a trilha, e não o trilho”.

David Kallás é professor de empreendedorismo dos cursos Certificates do Insper.

fonte: exame

Características fundamentais para você ter sucesso em um curso de EAD

shutterstock_164634131

Fazer um curso que não exige presence diária na sala de aula e é você quem decide como, onde e quanto estudar parece fácil. Mas não é! Essa é a principal “surpresa” que os alunos costumam encontrar ao decidir cursar uma graduação a distância. Estudar sozinho em frente ao computador, sem um professor dando a matéria e sem a companhia dos colegas de turma, e ainda respeitar a carga horária das disciplinas, pesquisar na internet, assistir a vídeos, fazer as tarefas, participar de chats e fóruns não é pouca coisa. E se a instituição de ensino for boa, é preciso estudar até mais do que num curso presencial!

Assim, não é qualquer um que consegue ter sucesso e concluir uma graduação por EAD. Para se dar bem, é preciso ter algumas características pessoais. Acompanhe a seguir as principais.

Disciplina
É a primeira condição para seguir um curso de EAD. Conseguir dedicar-se aos estudos com seriedade e regularidade é essencial. “O aluno deve respeitar horários fxos para estudar e fazer as atividades. Caso contrário, ele corre o risco de não conseguir acompanhar o curso e nem tirar boas notas nas avaliações”, alerta Carlos Longo, diretor da Associação Brasileira de Educação a Distância (Abed). Por isso, é importante fcar longe de distrações como internet e programas de TV. Não pode perder o foco nem a concentração.

Organização
Outra característica importante é a organização. “O estudante tem que fazer um planejamento, criar uma rotina de estudos, estabelecer metas diárias, priorizar as tarefas mais urgentes e organizar o material a ser estudado”, aconselha Longo. Todo curso em EAD tem uma programação e um cronograma para a entrega de trabalhos e provas presenciais. Uma dica é ter uma agenda exclusiva para isso. Vale lembrar que, além das atividades virtuais, há também as aulas nos polos de apoio. É preciso conciliar tudo.

Motivação e proatividade
O próprio aluno deve se motivar para estudar. Isso signifca se sentir estimulado a dominar o conteúdo do curso. E isso só depende dele mesmo na modalidade a distância – diferente do presencial, em que o estudante é mais passivo, pois o professor está lá à disposição dele durante as aulas. Para Longo, a automotivação e a proatividade andam juntas. São pontos importantes: ter iniciativa para mergulhar a fundo nos assuntos das aulas, pesquisar fontes complementares, participar de fóruns e chats. Para que tudo isso dê certo, tem de ter também persistência.

Curiosidade e autonomia
Mais duas características fortes para um perfl de aluno EAD. “O estudante precisa ser investigativo. Sempre ter o desafo de correr atrás de conhecimento, pesquisar muito em diversas fontes, rever as videoaulas, ler e reler o material, formular suas perguntas e buscar respostas com professores, tutores e colegas de turma”, afrma Longo. Se as dúvidas se acumularem, o aluno terá difculdade de acompanhar os tópicos seguintes das aulas, pois geralmente eles obedecem a uma sequência.

Familiaridade com a tecnologia
O estudante de EAD precisa conhecer o universo virtual e saber navegar com facilidade em sites e portais. Também é necessário ter acesso à tecnologia: um computador com boa capacidade de memória, acesso à internet por banda larga, webcam e aplicativos confáveis. Na hora de escolher a instituição de ensino, é importante verifcar se o aparelho é compatível com a plataforma utilizada no curso. E, é claro, também é fundamental ter familiaridade com todas as ferramentas tecnológicas que serão utilizadas ao longo da graduação.

Texto via Guia do Estudante

Saiba como alavancar seus estudos e carreira profissional, fazendo cursos de extensão.

shutterstock_109084364

Você já ouviu falar em cursos de extensão universitária? Sabe como eles podem te ajudar nos estudos, abranger seus conhecimentos e ainda por cima alavancar sua carreira profissional? Nesse post vamos responder a todas as suas dúvidas sobre o assunto e dar boas razões para você optar por um curso de extensão 🙂

O que são cursos de extensão?

São cursos de curta e média duração feitos para atender necessidades específicas de profissionais e estudantes que buscam aprofundar seus conhecimentos em determinada área. O lado positivo é que um curso de extensão não é necessariamente uma pós-graduação. Então, o aluno pode ser formado no ensino superior, estar cursando a universidade, ou nenhuma das duas opções anteriores. Ou seja, a extensão universitária não tem como pré-requisito a graduação em curso superior. Qualquer pessoa pode se inscrever desde que atenda os pré-requisitos estipulados pela instituição de ensino que oferece o curso.

Por que fazer?

Os cursos de extensão universitária são atualizados com o mercado de trabalho e alinhados com conteúdos acadêmicos recentes. Além disso, as aulas são práticas e diretas ao ponto. O aluno do curso de extensão investe pouco, economiza tempo e recebe conteúdos de qualidade, e práticos para a sua necessidade, seja ela profissional ou acadêmica. São ideais para aquelas pessoas que querem se especializar em uma área e manter o currículo atualizado. Os cursos de extensão oferecem o melhor do conteúdo acadêmico com a praticidade que tanto buscamos. São cursos com carga horária inferior, se comparados com cursos de graduação ou pós-graduação, mas com qualidade a nível de ensino superior.

Quais são os pontos positivos?

Além de ampliar seus conhecimentos os cursos de extensão são muito bem vistos por empresas e instituições. Seu currículo ficará ainda mais atraente e competitivo para o mercado de trabalho. Aprimorar sua carreira deve ser algo contínuo. As realidades e informações mudam constantemente. O que você aprendeu anos atrás pode ter se tornado obsoleto. Novas informações e técnicas surgem todos os dias, e você precisa estar antenado na sua área. O ponto positivo dos cursos de extensão é que eles são práticos, confiáveis, atuais, rápidos e com um valor atraente. 

Como fazer?

O UNASP oferece diversos cursos de extensão universitária a distância. O que significa que você pode estudar na sua casa, seguindo seu ritmo e cronograma pessoal. Não é ótimo? Os cursos estão divididos em áreas como:

2

 – Administração

– Direito

– Educação

– Formação teológica

Música

Nivelamento

Saúde

Tecnologia

1

Para ingressar em um dos cursos é muito fácil, basta acessar nosso site e escolher uma das opções da nossa lista. Os cursos estão sempre disponíveis, basta acessar e começar! Além disso todos eles oferecem um certificado após a conclusão. Passa lá nosso site para dar uma olhada no que preparamos para você! 

Bons estudos!

Os impostos que todo empreendedor precisa conhecer

Os tributos que todo empreendedor precisa saber que existem. Escrito por Vinicius Montanari, especialista em impostos e consultoria empresarial, para a Exame.com.

Desta vez, vamos tratar apenas dos principais e mais onerosos tributos e não vamos falar a respeito do Simples Nacional, que engloba todos eles.

savetaxes

IRPJ e CSLL

Inicialmente, precisamos analisar o Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) e a Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido (CSLL) que incidem sobre o lucro da empresa. Vamos falar um pouco sobre as duas principais modalidades, o Lucro Real e o Lucro Presumido.

No Lucro Real, o IRPJ e a CSLL incidem sobre o lucro contábil efetivo, com determinados ajustes previstos na legislação vigente. O IRPJ corresponde à aplicação da alíquota de 15% sobre o lucro e a aplicação de uma alíquota adicional de 10% sobre a parcela do lucro que exceder o montante de R$20.000,00 ao mês. A CSLL corresponde à aplicação da alíquota de 9% sobre o lucro. Em resumo, a carga tributária tende a ser um valor próximo a 34% do lucro.

No Lucro Real não há tributação no caso de apuração de prejuízo no período. O prejuízo pode ser utilizado como um crédito para ser compensado nos exercícios seguintes, com a limitação de 30% do IRPJ e da CSLL do período.

Na opção pelo Lucro Presumido, o IRPJ e a CSLL incidem sobre um lucro presumido (estimado). A presunção do lucro varia entre 1,6% a 32% da receita dependendo da atividade. Em geral, as atividades de comércio e indústria estão sujeitas à presunção do IRPJ de 8% e da CSLL de 12%. Já os serviços estão sujeitos à presunção de 32%, para ambos os tributos. As alíquotas são as mesmas aplicáveis ao Lucro Real. Esta opção de tributação é permitida para empresas com faturamento bruto anual inferior a R$ 78.000.000,00.

A primeira análise, mas longe de ser a única para definir o regime tributário, consiste em verificar se o percentual de lucro efetivo da empresa é superior ao percentual de lucro presumido. Se o lucro efetivo for superior, a tendência será a opção pelo Lucro Presumido.

PIS e COFINS

No caso de opção do Imposto de Renda por meio do Lucro Presumido há a incidência do PIS e da COFINS sobre a receita, mediante a aplicação das alíquotas de 0,65% e 3% respectivamente, sem o direito a qualquer tipo de abatimento, dedução ou crédito (sistemática cumulativa).

No caso de opção do Imposto de Renda por meio do Lucro Real há a incidência do PIS e da COFINS sobre as receitas, mediante a aplicação das alíquotas de 1,65% e 7,6% respectivamente, com o direito ao abatimento de créditos sobre determinados custos e despesas (sistemática não-cumulativa). Entretanto, cuidado, há setores e receitas que ficam sujeitos à sistemática cumulativa, mesmo no caso de opção pelo Lucro Real, como construção civil, por exemplo.

ICMS

O ICMS (imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias e sobre prestações de serviços de transporte interestadual, intermunicipal e de comunicação) é de competência dos Estados e do Distrito Federal. A tributação do ICMS também depende de uma série de variáveis e os produtos podem gozar desde a isenção até alíquotas superiores a 25%. Em regra geral, as alíquotas internas variam de 17% a 19%, dependendo do Estado.

O ICMS também é um imposto não-cumulativo, ou seja, o imposto pago pelo fornecedor pode ser objeto de recuperação na forma de crédito. Entretanto há uma série de vedações aos créditos.

IPI

O IPI incide sobre a saída de produtos industrializados e sobre a 1ª saída (revenda) de produtos importados.

A base de cálculo é o valor do produto no momento da venda, e a alíquota está indicada na Tabela de Incidência de IPI (TIPI). Desta forma, cada produto possui uma alíquota de acordo com a sua NCM (Nomenclatura Comum do Mercosul – Sistema Harmonizado) composto por 08 (oito dígitos).

Dos valores apurados a empresa poderá descontar créditos calculados, em relação à matéria-prima, produtos intermediários e materiais de embalagem.

ISS

O ISS é um tributo de competência municipal e incide sobre as receitas de prestações de serviços. As alíquotas variam entre 2% e 5% dependendo da natureza do serviço e do município. Há ainda a necessidade de se pesquisar se o ISS é devido para município de domicílio do prestador ou no local de prestação de serviços.

É muito importante ressaltar que tudo que foi mencionado neste artigo possui exceções e regras específicas, em função do porte da empresa, da composição societária, dos produtos, dos serviços, dos locais de domicílio, do perfil do cliente, do fornecedor, da cadeia logística etc. Há vedações para adoção de determinados regimes tributários, reduções de base de cálculo, isenções, suspensões, diferimentos, alíquotas diversas, incentivos fiscais, vedações aos créditos, enfim, há tantas previsões específicas que é impossível listar.

Todas estas variáveis, combinadas com as constantes alterações na legislação e inclusive mudanças na jurisprudência, resultam em uma absurda insegurança jurídica.

O conhecimento dos tributos tornou-se uma difícil missão para todos os empresários, haja vista que qualquer prática inadequada pode resultar em graves contingências ou perda de oportunidades. Para a tomada de qualquer decisão, recomendo que você, empresário, busque a ajuda de um especialista tributário.

Uma empresa que não acompanha a legislação tributária de forma permanente tende a ficar desatualizada e perder oportunidades em relação aos seus concorrentes.

Conheça o MBA em Gestão Estratégica de Negócios do Unasp Campus Virtual. Clique aqui e confira.

5 empresas que já subiram ao menos 40% na Bolsa em meio mês

Para os interessados da área de finanças que acompanham o desenvolvimento da Bolsa no Brasil, a Exame fez uma lista das cinco empresas que tiveram as ações com maior alta nos últimos meses.

As cinco empresas desta lista surfam o bom momento da Bolsa brasileira no curto prazo e já viram suas ações subirem mais de 40% desde o início de março. São produtoras de matérias-primas e estatais, que se beneficiaram do rali gerado por especulações em torno de uma possível troca de governo no Brasil. A ação preferencial da Usiminas (USIM5) mais que dobrou de valor em meio mês, influenciada também por um aumento de capital de R$ 1 bilhão. Confira a lista:

Usinminas (USIM5) Setor Siderúrgico Valorização no mês (até 14/03/16) 105,56% Preço de fechamento em 14/03/16 R$ 1,85

Gerdau Metalúrgica (GOAU4) Setor Metalúrgico Valorização no mês (até 14/03/16) 66,12% Preço de fechamento em 14/03/16 R$ 2,01

Banco do Brasil (BBAS3) Setor Financeiro Valorização no mês (até 14/03/16) 64,95% Preço de fechamento em 14/03/16 R$ 22,20

Gerdau (GGBR4) Setor Siderúrgico Valorização no mês (até 14/03/16) 49,58% Preço de fechamento em 14/03/16 R$ 5,28

Petrobras (PETR4) Setor Petróleo e Gás Valorização no mês (até 14/03/16) 43,97% Preço de fechamento em 14/03/16 R$ 7,40

Fonte: exame.abril.com.br

Se interessa em compreender as áreas de Finanças e Estratégias de Negócios? O Unasp tem a pós-graduação perfeita para você! Clique aqui e confira.

No curso a distância, interagir é a chave para o sucesso.

alunos ead

Imagine uma sala de aula com muitos alunos, alguns que moram bem longe de você, em outro estado e até, quem sabe, em outro país. Vocês não precisam se encontrar todos os dias, no mesmo horário e em uma sala física. Na verdade, tudo acontece pela tela de um computador. Essa é a realidade de quem estuda pelo EAD.

Através do de um ambiente virtual você tem acesso aos seus colegas e professores. E não se engane, mesmo que seu curso não seja presencial, ainda é muito importante que você interaja nas suas aulas.

Pesquisas revelam que os estudantes de EAD apreciam a velha e boa comunicação interpessoal. De certa forma, eles tem razão! Conversar com os colegas sobre as matérias, tirar dúvidas com os professores e ouvir opiniões construtivas, é fundamental para o processo de aprendizagem. Essa interação que já conhecemos tão bem no formato presencial costuma ser diferentes pelo EAD.

Um curso a distância não é feito só de tecnologia (apesar de ser base e um componente importante). A interação entre tutores, alunos e professores é um dos motivos principais para você se manter motivado no decorrer do curso. Portanto use os fóruns de discussão para conhecer seus colegas, expor sua opinião, ler outras opiniões e fazer networking.

Não tenha receio de perguntar e participar! No processo do EAD interagir é fundamental para o rendimento geral da turma. Aproveite os encontros presencias para conhecer melhor seus colegas, e não esqueça de levar essa interação também para o ambiente virtual.

LEIA TAMBÉM

– 8 razões para você fazer um curso a distância

– Dicas para você se dar bem nos estudos online 

– O próximo passo: Saiba como escolher a pós-graduação ideal para a sua carreira 

 

UNASP VIRTUAL: O Sucesso Chegou Até Você

UNASP VIRTUAL

Você já ouviu falar em Educação a Distância? Sabe como funciona esse processo inovador de educação. Não? Então essa é a sua chance de dar uma guinada na carreira, aprender coisas novas e tornar-se um profissional desejado no mercado de trabalho! Assista o vídeo abaixo e descubra mais sobre o UNASP Virtual, e o que podemos fazer para te auxiliar na conquista dos seus sonhos 😀

Estamos te esperando! Acesse nosso site e faça já a sua inscrição.