É possível aprender habilidades novas enquanto dormimos?

shutterstock_317315999

A ideia de aprender dormindo é bem animadora, não acha? Imagine como seria bom colocar os estudos em dia e ainda aproveitar para tirar uma soneca enquanto todos as informações novas são aprendidas dentro do nosso cérebro. Nada defini melhor a expressão, “unir o útil ao agradável”. Mas nem adianta ir se animando muito com a ideia. A ciência nunca comprovou que é possível aprender habilidades do zero apenas dormindo. Para aprender habilidades novas ainda é preciso estar bem acordado.

Apesar disso, o sono é um componente essencial para o processo de aprendizado. “O período em que adormecemos está longe de ser um momento de silêncio cognitivo, que se presta apenas para relaxamento e descanso cerebral”, explica o neurologista Leando Teles, membro da Academia Brasileira de Neurologia (ABN). Isso que dizer que enquanto dormimos nosso cérebro ainda continua trabalhando.

A mente processa memórias durante o sono e há estágios do ciclo do sono em que certas informações são reforçadas. Quando se trata de aprendizagem e memória há três componentes principais que são ativados em nosso cérebro. A Harvard Medical School detalha-os como aquisição, consolidação e recall. A aquisição ocorre quando somos apresentados a novas informações; a consolidação envolve a estabilização dessa informação, geralmente em memória de longo prazo; e recordar é a capacidade de acessar as informações no futuro. Então, na verdade não estamos aprendendo habilidades novas enquanto dormimos, apesar de haver um processo de consolidação acontecendo durante o sono.

Existem diferentes tipos de memórias que são armazenadas em diferentes estágios do sono. Os três tipos de memórias que consolidamos no sono são as declarativas (informações baseadas em fatos), emocionais e operacionais, que incluem habilidades como aprender a andar de bicicleta ou tocar uma música.

Dormir bem todas as noites é uma maneira de armazenar todos os dados e processos aprendidos durante o dia. No caso dos estudos uma boa prática é sempre repassar a matéria do dia antes de dormir. Um estudo publicado na revista “Current Biology” mostrou que indivíduos estimulados a processar informações simples antes de dormir continuam a fazer a tarefa em andamento no cérebro nas fases iniciais do sono. “Os resultados não oferecem respostas definitivas, entretanto mostram que o cérebro é capaz de continuar processando durante os estágios iniciais do sono informações externas (no caso, palavras ouvidas)”, diz o professor de neurologia Benito Damasceno, da Unicamp. “Mas não demonstraram evidência de aprendizado nas tarefas propostas”, frisa o especialista.

A melhor opção para aprender um conteúdo ou nova habilidade ainda é o velho método, dedicar-se aos estudos e praticar. Manter uma vida equilibrada e saudável também é importante, o que significa que dormir bem faz parte do processo de aprendizado.

 

Fontes: BBC Brasil / UOL / Oxford Journals

Desperdício zero! Faça pratos deliciosos com casca de banana.

shutterstock_331719362

No Brasil, anualmente, são desperdiçados 41 mil toneladas de alimentos, segundo Viviane Romeiro, coordenadora de Mudanças Climáticas do World Resources Institute (WRI) Brasil, uma instituição de pesquisa internacional. Esse dado coloca o Brasil entre os dez países que mais perdem e desperdiçam alimentos no mundo! De acordo com o IBGE mais de 7 milhões de brasileiros passaram fome em 2013. Segundo o documento, no ano passado a insegurança alimentar grave atingia 3,2% (2,1 milhões) dos domicílios, com 7,2 milhões de habitantes, 3,6% do total.

Muitas pessoas acreditam que precisamos de grandes ações para mudar o quadro de desperdício no mundo, mas na verdade algumas atitudes bem simples já podem impactar de uma maneira positiva. Com práticas simples você pode economizar no orçamento familiar, aproveitar mais os recursos naturais e preservar o planeta. Um exemplo disso é usar os alimentos até o final. Como? Reutilizando aquelas sobras que irão parar no lixo como alimento. Cascas, talos e restos podem virar pratos saborosos, nutritivos e ainda evitar o desperdício.

A banana, por exemplo, é uma fruta completa, cheia de vitaminas e nutrientes, inclusive a sua casca, que concentra uma boa quantidade de fibras. Dificilmente as pessoas consomem a casca dos alimentos, desprezando-a e jogando no lixo, mas a casca de banana pode servir de base para diversas receitas. Que ver só?

Torta com casca de banana

Ingredientes:

– 12 colheres de sopa de farinha de trigo;

– 10 colheres de sopa de açúcar demerara;

– 1 colher de sopa de fermento em pó;

– 6 cascas de banana picada;

– 4 ovos batidos.

Modo de preparo:

Misture a farinha, açúcar e fermento em uma tigela, então incorpore a margarina. Separe metade dessa massa e disponha em um refratário, em seguida a casca de banana cortada e por cima o restante da massa. Bata os ovos e adicione por cima da torta. Leve para assar em forno previamente aquecido em temperatura média por 20 minutos. Sirva.


Brigadeiro de casca de banana

Ingredientes:

– 1 lito de água;

– 10 cascas de banana;

– 3 xícaras de farinha de trigo;

– 2 xícaras de chocolate em pó;

– 1 xícara de leite em pó sem açúcar;

– 2 colheres de sopa de manteiga sem sal;

– 5 cravos;

– 2 xícaras de leite desnatado.

Modo de preparo:

Em uma panela adicione as cascas de banana lavadas e bem picadas, a água, açúcar e o cravo para dar sabor. Deixe cozinhar até reduzir a água pela metade e a casca estar macia. Em um liquidificador leve para bater as cascas e acrescente chocolate em pó, leite em pó, farinha e o leite e bata tudo até incorporar. Despeje essa mistura em uma panela e leve ao fogo baixo, mexendo sempre até começar a soltar do fundo. Pode ser consumido puro ou como recheio de bolos.


Doce de casca de banana

– 6 cascas de banana nanica

– 2 xícaras de açúcar

– 1 xícara de água

– 1 colher (sopa) de suco de limão

– 4 cravos

– 2 pedaços de canela em pau

Modo de preparo:

 Numa panela média, junte as cascas de banana e cubra com água. Leve ao fogo médio e deixe ferver por cinco minutos ou até ficarem macias. Escorra e corte em pedaços. Bata no liquidificador até obter um purê. Ponha novamente na panela e junte os demais ingredientes. Leve ao fogo médio, com a panela semitampada, mexendo às vezes, por 35 minutos ou até a mistura se soltar do fundo. Retire do fogo e deixe esfriar.


“Bife” de casca de banana

Ingredientes:

– 1/2 xícara de farinha de trigo integral;

– 2 cascas de banana-nanica;

– 4 colheres de sopa de amido de milho;

– 1/4 xícara de água;

– 1 xícara de farinha de rosca;

– 1 dente de alho amassado;

– sal a gosto;

– óleo para fritar;

– pitada de páprica.

Modo de preparo

Lave a casca da banana com cuidado com uma escovinha de alimentos, então descasque e corte as pontas. Tempere com alho e sal nas cascas e deixe descansar por meia hora. Depois prepare uma solução com água, amido de milho e páprica e mergulhe a casca nessa mistura, deixe escorrer e já passe na farinha de trigo, então novamente na solução de amido e logo em seguida na farinha de rosca. Repita o processo até terminar as cascas. Leve para fritar em óleo quente. Sirva.


Gostou da sugestões? Faça em casa, experimente e compartilhe a informação com outras pessoas. Vamos mudar galera! Já passou da hora de repensarmos nosso consumo.

 Fontes: Agência Brasil / IstoÉ

7 aplicativos para você sair do sofá e largar o sedentarismo de vez!

shutterstock_311057156

Quem aí está precisando de um empurrãozinho para sair do sofá e começar a praticar atividades físicas? 

Uma pesquisa divulgada pelo Ministério do Esporte revelou que o sedentarismo atinge quase metade da população brasileira. Dividindo por faixa etária o sedentarismo atinge 32,7% dos jovens de 15 a 19 anos, e o índice só cresce conforme a idade, chegando a 46,4% de 35 a 44 anos e a 64,4% entre os brasileiros de 65 a 74.

A falta de atividade física pode acarretar em problemas de saúde, ainda mais se for combinada com uma má alimentação, tais como; hipertensão arterial, aumento do colesterol ruim, diabetes, obesidade, doenças do coração, artrite e osteoporose.

Está mais que comprovado que ficar parado não é uma boa opção. Mas como mudar? Fique tranquilo um passo por vez já ajuda muito! Para combater o sedentarismo é preciso mudar pequenos hábitos diários. Exercícios como subir escadas em vez de utilizar elevadores, andar de bicicleta, andar até o trabalho, passear com o cachorro são bem simples, mas que proporcionam bem estar físico e mental além de reduzir os danos causados pelo estilo de vida sedentário.

Agora, se você está pensando em mudar radicalmente de estilo de vida a tecnologia pode ser de grande ajuda! Existem vários aplicativos que vão dar aquele gás extra na hora de largar o sofá e encarar uma atividade física. Veja só a nossa lista!

l2

1. Workout Trainer 

Alcance suas metas de condicionamento físico! O Workout Trainer é um aplicativo de treinamento com ele você pode alcançar suas metas com exercícios elaborados por especialistas! O aplicativo é gratuito.

l3

2. Google Fit

Com esse aplicativo do Google você pode acompanhar qualquer atividade sem esforço. Enquanto você caminha, corre ou anda de bicicleta ao longo do dia, seu smartphone registra automaticamente essas atividades com o Google Fit. E você recebe insights instantâneos. É possível ver as estatísticas em tempo real para suas corridas, caminhadas e percursos. O Google Fit registra sua velocidade, ritmo, rota, elevação e muito mais para que você possa se manter motivado e no caminho. Estabeleça metas com base em passos, tempo, distância, calorias queimadas e receba recomendações personalizadas de treinamento.

l4

3. FitBit

O aplicativo gratuito Fitbit é projetado para trabalhar com rastreadores de atividade e escalas inteligentes. Através do aplicativo é possível controlar suas metas diárias, distâncias percorridas, calorias queimadas, registrar os alimentos que você comeu e ver quantas calorias que você consome por dia cada dia, e gerir o seu peso ao longo do tempo. Além disso é você pode competir com os amigos, com diária ou desafios semanais e comparar estatísticas! Legal né?

l5

4. Desafio de 30 Dias para Fitness

Exercícios em casa, ideais para qualquer um e a qualquer hora. Projetado por instrutores físicos profissionais, o Desafio de 30 dias para condicionamento físico ajuda cientificamente a melhorar a sua saúde e boa-forma. Acompanhe o seu progresso, e você verá resultados surpreendentes.Ao considerar todas as regras de treino, o Desafio de 30 dias para condicionamento físico aumenta passo a passo a intensidade dos exercícios, para que você possa facilmente manter um treino diário. O Desafio de 30 dias para condicionamento físico será uma grande ajuda para você manter sua boa-forma e perder peso com eficiência.

l6

5.  7 Minutos Treino

Mais de 3.000.000 usuários usam o aplicativo sete minutos de treino. Que promete melhorar melhorar suas condições físicas com apenas 7 minutos de treino. Esta aplicação de treino em 7 minutos foi concebida segundo o HICT (treino em circuito de alta intensidade) que se comprovou ser a forma mais “segura, produtiva e eficiente” de melhorar o fitness a nível muscular e aeróbico. Só demora 7 minutos, consiste em 12 exercícios a executar durante 30 segundos com intervalos intermédios de 10 segundos. Só precisas de uma cadeira e uma parede e de repetir 2 a 3 circuitos de acordo com o teu tempo disponível. Uma ótima opção para quem não tem muito tempo para dedicar-se aos exercícios.

l7

6. JEFIT 

O JEFIT funciona como um treinador pessoal só que no formato de um aplicativo. Mais de 3.4 milhões pessoas usam o JEFIT para manter a forma, principalmente por ser um do apps de treino mais simples para registar os seus exercícios. Você pode monitorizar facilmente os treinos e progresso, criar uma base de dados de exercícios, gerir as suas estatísticas e sincronizar os seus dados.

l8

7. Endomondo 

O Endomondo é um aplicativo que propões deixar sua atividade física mais divertida. Seja correndo, pedalando, caminhando ou qualquer outra. São quatro propostas:

– ACOMPANHE SEU CONDICIONAMENTO FÍSICO: Que é uma ferramenta do aplicativo para você monitorar suas atividades, acompanhar sua frequência cardíaca, inserir treinos e colocar alertas para você lembrar de fazer os exercícios.

– ANALISE SUA PERFORMANCE: No aplicativo você pode criar um diário completo de treinos, monitorar suas atividades ao longo do tempo e fazer uma análise daquilo que melhorou no seu treino, ou do que piorou.

– DESAFIE-SE: Defina um objetivo para o seu exercício e deixe o treinador sonoro te ajudar a alcançar suas metas. Participe dos desafios e concorra a prêmios

– SOCIALIZE: Corra contra a melhor performance dos seus amigos. Envie (e receba) incentivos para seus amigos em tempo real. Confira o feed de notícias e comente o progresso de seus contatos. Compartilhe resultados e treinos nas redes sociais.

Não fuja do estresse, ele pode trazer benefícios para a sua vida.

happy

Hoje queremos que você pense no estresse de uma maneira diferente e não apenas como um dos grande vilões da vida moderna. Você vai se surpreender, mas o estresse tem lá seus benefícios.

O que é estresse? 

O estresse é uma reação do organismo que envolve componentes psicológicos, físicos, mentais e hormonais. Costuma ocorrer quando é necessário que seu corpo e mente se adaptem a um evento que costuma ser mais intenso e importante. O estresse pode ser tanto negativo quanto positivo. Por exemplo, quando você precisa preparar-se para uma prova importante da faculdade ou, quem sabe, responder uma pergunta difícil na entrevista de emprego. Essas, e outras situações são estressantes porque te colocam em um nível de exigência muito grande.

O estresse negativo ocorre quando você ultrapassa seus limites e esgota sua capacidade de adaptação. O organismo fica cansado, perde nutrientes e a energia mental fica reduzida. A produtividade e a capacidade de trabalho ficam muito prejudicadas. A qualidade de vida sofre danos e você pode até adoecer.

Agora, o estresse positivo é quando você está na fase inicial do processo, quando o nosso corpo e mente dão aquele alerta. O organismo produz adrenalina que dá ânimo, vigor e energia, fazendo você produzir mais. É a fase da produtividade! Porém, cuidado. Ninguém consegue ficar em alerta por muito tempo e continuar saudável.

O nível de estresse ideal seria aquele bem manipulado. Ou seja, quando você conseguir manejar o estresse e gerenciar a fase de alerta de modo eficiente, alternando entre estar em alerta e sair de alerta.

Segundo o neurocientista Bruce McEwen, professor da Universidade Rockefeller, em Nova York. O estresse é fundamental para a nossa sobrevivência. Quando sentimos que o mundo vai desabar o cérebro nos prepara para reagir ao desastre. Ficamos prontos para tomar decisões com mais rapidez, guardar informações que podem ser decisivas e encarar desafios e perigos.

Segundo McEwen há 3 níveis de estresse: o bom, o tolerável e o tóxico. No nível extremo de estresse, as células do hipocampo perdem conexões com outras áreas do cérebro e se encolhem. Isso prejudica, por exemplo, o armazenamento da memória. Por isso sentimos que ficamos meio estúpidos quando passamos por muito estresse. É como se o cérebro parasse de funcionar e não processasse mais informação. Não há dúvida sobre os malefícios do estresse quando esse ponto é atingido.

Para aproveitar o melhor do nível de estresse é preciso ter um estilo de vida saudável, alimentação balanceada, fazer exercícios físicos, dormir bem, evitar o consumo de álcool, não fumar, ter boas relações com as pessoas. Se o corpo funcionar bem, viveremos sob o bom estresse. Discutir os problemas também pode ajudar. O ideal é não fugir do estresse, mas saber lidar bem com as situações adversas e tirar o melhor de cada uma delas.

Que tal tentar?

 

Fonte: Super Interessante

Gripe H1N1- Como diagnosticar, prevenir e tratar?

A gripe H1N1 é uma doença causada por uma mutação do vírus da gripe. Também conhecida como gripe Influenza tipo A ou gripe suína. Existem 3 tipos de vírus influenza: A, B e C. O vírus influenza C causa apenas infecções respiratórias brandas, não possui impacto na saúde pública e não está relacionado com epidemias. O vírus influenza A e B são responsáveis por epidemias sazonais, sendo o vírus influenza A responsável pelas grandes pandemias.

O vírus se disseminou pelo mundo em 2009, causando uma pandemia mundial – até o ano seguinte, 19 mil pessoas morreram segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde). Nesse ano de 2016 já foram confirmadas pelo Ministério da Saúde, até o dia 9 de abril, 153 mortes por H1N1 em todo o país. Por ser uma doença que dissemina principalmente no inverno a Gripe H1N1 chegou cedo aqui no país. Por isso, é muito importante tomar certos cuidados desde agora.

H1N1-01

Quais são as causas e tipo de transmissões?

A transmissão ocorre da mesma forma que a gripe comum. Após ser infectada pelo vírus uma pessoa pode demorar de um a quatro dias para apresentar os sintomas da doença. E pode demorar de um a sete dias para transmiti-lo a outras pessoas.

H1N1-02

Para confirmar a doença é necessário um diagnóstico médico, mas os principais sintomas são muito parecidos com a gripe comum, como: febre, tosse, dor de garganta, calafrios e dores pelo corpo.

Dor local: músculos
No aparelho gastrointestinal: diarreia, náusea ou vômito No corpo: febre, calafrios ou fadiga
No nariz: congestão, nariz escorrendo ou espirros e falta de ar.

H1N1 SINTOMAS-04

Para prevenir o contágio a gripe H1N1 segue as mesmas diretrizes da prevenção de qualquer tipo de gripe, só que o cuidado deve ser redobrado:

– Evite manter contato muito próximo com uma pessoa que esteja infectada

– Lave sempre as mãos com água e sabão e evite levar as mãos ao rosto e, principalmente, à boca

– Leve sempre um frasco com álcool-gel para garantir que as mãos sempre estejam esterilizadas

– Mantenha hábitos saudáveis. Alimente-se bem e coma bastante verduras e frutas. Beba bastante água

– Não compartilhe utensílios de uso pessoal, como toalhas, copos, talheres e travesseiros

– Se achar necessário, utilize uma máscara para proteger-se de gotículas infectadas que possam estar no ar

– Evite frequentar locais fechados ou com muitas pessoas

– Verifique com um médico se há necessidade de tomar a vacina que já está disponível contra a gripe H1N1.

H1N1-05

A maioria dos casos de gripe H1N1 foram sanados completamente sem a necessidade de internação hospitalar ou do uso de antivirais. Em alguns casos, no entanto, o uso de medicamentos e a observação clínica são necessários para garantir a recuperação do paciente.

H1N1-06

O Ministério da Saúde considera fatores de risco para complicação, com indicação de tratamento, tais casos como:

– Grávidas em qualquer idade gestacional;

– Puérperas até duas semanas após o parto (incluindo as que tiveram aborto ou perda fetal);

– Adultos com mais de 60 anos;

– Crianças com menos de 2 anos;

– População indígena;

– Pneumopatias (incluindo asma); Cardiovasculopatias (excluindo hipertensão arterial sistêmica); Nefropatias; Hepatopatias;

– Doenças hematológicas (incluindo anemia falciforme);

– Distúrbios metabólicos (incluindo diabetes mellitus descompensado);

– Transtornos neurológicos que podem comprometer a função respiratória ou aumentar o risco de aspiração (disfunção cognitiva, lesões medulares, epilepsia, paralisia cerebral, Síndrome de Down, atraso de desenvolvimento, AVC ou doenças neuromusculares);

– Imunossupressão (incluindo medicamentosa ou pelo vírus da imunodeficiência humana);

– Obesidade;

– Indivíduos menores de 19 anos de idade em uso prolongado com ácido acetilsalicílico (risco de Síndrome de Reye).

H1N1-07

Orientações

– Indivíduos que apresentem sintomas de gripe devem:

– Evitar sair de casa em período de transmissão da doença (até 7 dias após o início dos sintomas);

– Restringir ambiente de trabalho para evitar disseminação;

– Evitar aglomerações e ambientes fechados, procurando manter os ambientes ventilados;

– Adotar hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e ingestão de líquidos;

Fonte: Portal da Saúde 

#ZikaZero: Um guia para eliminar e prevenir o foco-criadouro do mosquito

Campanha zika-01

O Brasil está enfrentando uma grave emergência de saúde pública, por causa do aumento da proliferação do mosquito Aedes aegypti e de suas consequências como: a Dengue, a Febre Chikungunya e a transmissão do vírus Zika. Essa última está relacionada a casos de microcefalia, que gera um comprometimento muito grave no sistema nervoso central, impondo condição de de ciência cerebral profunda e permanente nos bebês das mulheres grávidas que contraírem o vírus Zika.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) tem uma previsão inicial de 4,0 milhões de pessoas, sendo 1,5 milhão delas no Brasil, que poderão ser afetadas pelos riscos dessa epidemia. O mosquito já está presente em mais de cem países de clima tropical e já há con rmação de vírus Zika em 23 deles. O único instrumento, neste momento, para impedir a proliferação do mosquito é a prevenção. O método mais e eficaz é impedir a reprodução do Aedes aegypti, atuando sobre o foco-criadouro do mosquito.

Confira essas dicas para eliminar e prevenir o foco-criadouro do mosquito:

1- Lave semanalmente por dentro com escova e sabão os tanques utilizados para armazenar água.

2- Mantenha bem tampados tonéis e barris de água.

3- Mantenha a caixa-d’água bem fechada. Coloque também uma tela no ladrão da caixa-d’água.

4- Remova folhas, galhos e tudo que possa impedir a água de correr pelas calhas.

5- Não deixe água acumulada sobre a laje.

6- Encha os pratinhos de vasos de plantas com areia até a borda.

7- Outra opção para os pratinhos de plantas é lavar uma vez por semana.

8- Troque a água dos vasos de plantas aquáticas e lave-os com escova, água e sabão uma vez por semana.

9- Coloque o lixo em sacos plásticos e mantenha a lixeira bem fechada.

10- Feche bem os sacos de lixo e deixe-os fora do alcance de animais.

11- Mantenha as garrafas com a boca virada para baixo, evitando o acúmulo de água.

12- Pneus devem ser acondicionados em locais cobertos.

13- Faça sempre a manutenção de piscinas ou fontes utilizando os produtos químicos apropriados.

14- Se o ralo não for de abrir e fechar, coloque uma tela fina para impedir o acesso do mosquito à água.

15- Coloque areia dentro de todos os cacos que possam acumular água.

16- Não deixe água acumulada em folhas secas e tampas de garrafas.

17- Os vasos sanitários fora de uso ou de uso eventual devem ser tampados e verificados semanalmente.

18- Lonas usadas para cobrir objetos ou entulhos devem ser bem esticadas para evitar poças-d’água.

Para mais informações acesse o site do Ministério da Saúde 😉

Alimentos que podem te ajudar a melhorar o aprendizado

Quando se trata de estudar, não basta apenas seguir um plano de estudos, estar antenado nas atualidades ou praticar redações, também é preciso estar bem com o seu corpo e mente. E boa parte do seu desempenho vai depender se você tem um estilo de vida mais saudável.

Independentemente dos estudos, cuidar da saúde é muito importante em todos os sentidos. E existem alimentos que podem ter ajudar a melhorar as habilidades cognitivas, que ajudam a preservar a memória e que aumentam a concentração.

1-) Maçã: Essa fruta é uma das principais fontes de fisetina, composto que favorece o amadurecimento das células nervosas e estimula os mecanismos cerebrais.

2-) Azeite de oliva: O azeite fortalece a memória. É rico em ácidos graxos monoinsaturados, que integram a membrana das células nervosas e aceleram a transmissão de informação entre elas. Outras fontes são o óleo de canola e a linhaça.

3-) Ovos: A gema do ovo é rica em aminoácidos colina e acetil-colina, que melhoram a sinapse nervosa e o trabalho dos neurotransmissores

4-) Cereais integrais: Cereais integrais, como a chia e a linhaça, ricos em vitaminas do complexo B, são também boas opções para manter o adequado funcionamento do sistema nervoso, pois melhoram a comunicação entre os neurônios.

5-) Arroz integral: É uma boa opção para manter o adequado funcionamento do sistema nervoso

6-) Frutas vermelhas: As frutas vermelhas como as cerejas e os morangos possuem flavonoides, que exercem efeitos benéficos na aprendizagem e na memória. Isto é devido a sua capacidade de proteger os neurónios e reverter deficits de memória.

 

Fonte: UOL

 

APP converte exercícios físicos em benefícios para usuários

11083591_441266989367200_7199151436781866082_n

Você sabia que o sedentarismo é a maior causa de problemas de saúde no Brasil?  Ele está por trás de 13,2% das mortes no Brasil, segundo uma pesquisa publicada pela revista médica Lancet. No País, a inatividade é a causa de 8,2% dos casos de doenças cardíacas, 10,1% dos casos de diabetes tipo 2, 13,4% dos casos de câncer de mama e 14,6% dos casos de câncer de cólon. O número é um dos maiores da América Latina, onde 11,4% das mortes são causadas pelo sedentarismo. Números alarmantes não é mesmo? E tudo isso poderia ser evitado com o simples costume de inserir atividades físicas no cotidiano. Mas se o que falta para você é motivação , além do motivo mais básico que é cuidar da saúde, então seus problemas acabaram. O aplicativo “Mova Mais”, ainda está em fase de teste, mas já tem mais de 20 mil usuários inscritos!

10409451_441266339367265_191386420963819069_n

A proposta é muito simples: Você se cadastra no site e se conecta a um dos aplicativos suportados pelo Mova Mais e então é hora de sair para praticar atividades físicas. Os dados são registrados nos apps, extraídos pelo Mova Mais e convertidos em pontos que podem ser trocados por benefícios como viagens, hospedagem em hotéis e até materiais esportivos. 

Para realizar o cadastro é muito simples, basta acessar a página do projeto, baixar um dos aplicativos que o sistema suporta e suar a camisa, literalmente.

UNASP a Favor do Meio Ambiente

environment-1-612x336

O primeiro semestre de 2015 foi marcado por um fato histórico para o Centro Universitário Adventista de São Paulo, com a realização da primeira reunião da Comissão de Monitoramento Ambiental (Comam).

Os objetivos dessa reunião foram em apresentar a Filosofia e Política do Meio Ambiente do UNASP, o contexto atual e os parâmetros de uma instituição responsável ambientalmente, dando início ao Plano Operacional da Comissão.

“A questão ambiental no ponto de vista da nossa instituição, remete uma visão da Igreja Adventista. É importante que compreendamos isso, pois do contrário estaríamos fazendo um movimento cuja a atuação e as realizações poderiam remeter para um caminho ou por uma ideia equivocada a respeito em lidar com as questões de ordem ambiental. Com isso, acredito que seja muito importante embasar-se pela visão filosófica que temos”, diz Euler P. Bahia, Reitor do UNASP.

O Reitor ainda deixa claro que quando Deus criou a terra, a criou perfeita. Não havia conflitos decorrentes de consumo e manejo desordenado, mas “a partir da concepção de que essa perfeição foi quebrada, Deus conferiu aos seres humanos a responsabilidade de serem administradores do planeta”.

O UNASP assume o compromisso em expor para as pessoas, de que pratica uma administração ambiental responsável, e não uma administração egoísta de apenas querer extrair, consumir, gastar e danificar o bem próprio.  A visão que a Bíblia apresenta, mostra que a sobrevivência da vida nesse planeta vai depender de uma gestão correta, equilibrada e inteligência no manejo de todos os serviços. “Outro aspecto que a Bíblia nos apresenta é que, embora o ser humano tenha essa capacidade e responsabilidade de administrar, cabe a ele respeitar a diversidade da vida. Então, não quer dizer que pelo fato do homem ser inteligente e capaz de dominar, que isso signifique meramente exploração e até mesmo um desrespeitar a adversidade da vida”, conclui Euler.

ecoUNASP

banner comprido-eco

Composta por representantes de cada campi, a instituição lançou a campanha do ecoUNASP.

Quanto tempo você gasta no banho? Quanto alimento sobra no seu prato? Você apaga a luz de um ambiente quando necessário? Recicla o lixo? Cuida com carinho do seu animal de estimação? O ecoUNASP é o que fará você lembrar todos os dias a importância de fazer boas escolhas e melhorar o relacionamento com o meio ambiente.

O objetivo é conscientizar o maior número de pessoas possível quanto aos benefícios de manter uma boa relação com o meio ambiente por meio de pequenas ações praticadas no dia a dia.

Por isso o UNASP quer estimular você a mudar de postura, eliminar o desperdício e minimizar o impacto no planeta. Afinal de contas, os recursos naturais que estão a nossa disposição são limitados e temos a responsabilidade de preservá-los.

Filosofia Ambiental do UNASP

A IASD, mantenedora do UNASP, tem como uma das doutrinas fundamentais a crença em Deus como Criador e Mantenedor do Universo. Assim, entende que o planeta Terra é uma obra divina.  Acredita que a Terra foi planejada como a morada do ser humano de forma integrada com todas as demais criaturas vivas. No plano original de Deus, como expresso no relato do Gênesis, a Criação era perfeita, o que implica em uma harmonia entre todas as criaturas. Infelizmente, esse quadro se alterou pela entrada do Pecado, ocorrendo então uma alteração no modo que ocorrem as interações entre os seres vivos. Mesmo assim, a Criação manifesta ainda que de forma imperfeita e limitada uma complexidade que indica sua origem divina. Dentro do plano de Criação da Terra, Deus conferiu ao homem uma posição central, pois é a única criatura descrita como sendo formada a “imagem e semelhança de Deus”. Assim, o homem recebeu uma responsabilidade de ser um administrador da Criação divina.
A forma como o homem tem administrado os recursos disponíveis na Terra tem evidenciado que esse ordenamento foi perdido, de forma que os recursos disponibilizados por Deus para o uso do ser humano, em respeito a Sua Criação não tem ocorrido. A exploração intensa, a destruição de diversos ecossistemas, a produção de inúmeros resíduos agressivos ao ambiente (poluição) são algumas evidências desse desrespeito ao ordenamento divino ao ser humano.  Esses problemas, normalmente, conhecidos como problemas ambientais são consequência de uma interpretação egoísta e mesquinha do ser humano, que tem visto como tendo direitos naturais, em relação a aquilo que ele recebeu como concessão divina. Diante desse quadro é fundamental descrever as implicações do que é esperado do UNASP, como instituição adventista, em relação às questões ditas ambientais.

Em primeiro lugar é esperado o reconhecimento de que o ser humano deve se reconhecer como um humilde servo de Deus.  É necessário relembrar que ao usar os recursos naturais, eles são dons concedidos por Deus para que a vida humana seja desenvolva de forma satisfatória, mas não apenas a de alguns, mas a todos os seres humanos. Considerar a finitude desses recursos e, portanto, cuidar deles para garantir as sobrevivências da vida humana é um imperativo para todo habitante do planeta.

Em segundo lugar é fundamental, que o uso de cada recurso seja planejado de modo a respeitar a diversidade da Criação divina. O fato de o ser humano ocupar um lugar de destaque na Criação, não lhe dá o direito de não reconhecer os outros seres vivos como criaturas divinas. Assim, no lidar com as demais criaturas não é aceitável desconsiderar a sensibilidade à dor e usá-los de forma absolutamente egoística. É necessário ter em mente a teia complexa de relações da vida para que se possa agir de forma responsável.

Em terceiro lugar é indispensável prever no uso dos recursos naturais os problemas dos resíduos produzidos. Dentro da própria natureza da Criação, em várias atividades da vida há produção de resíduos. Esse tipo de situação também pode ser observado em atividades de manufaturas feitas pelos seres humanos. Assim, é fundamental, que sejam planejados o tratamento adequados desses resíduos de forma a garantir a preservação dos recursos criados por Deus, para que os ciclos de restauração possam se manter e garantir a continuidade da vida criada por Deus. A manutenção de um ambiente “limpo” nos mais diversos sentidos deve ser visto como uma evidência de uma compreensão do funcionamento da Criação.

Em quarto lugar é necessário que exista sempre uma visão de que o ser humano, como parte integrante da Criação, deve também ser visto como parte da questão ambiental, assim, aspectos que se referem à saúde individual e da coletividade, também precisam ser consideradas como parte da questão ambiental. O cuidado do ambiente, envolve o estabelecimento de práticas institucionais de garantia ao bem-estar das pessoas em todas as dimensões.

Em quinto lugar, é imprescindível se compreender que apenas através de um estilo de vida marcado pela simplicidade e mais próximos aos ideais divinos é que se pode conseguir um respeito a Criação divina.  O reconhecimento de que a maior parte do consumo contemporâneo é insustentável e estimula o egoísmo leva a busca por um ideal de simplicidade e fuga ao artificialismo da sociedade.

Por fim, espera-se que o UNASP tenha sempre em todas as suas decisões acadêmicas e administrativas a visão de que o compromisso ambiental é parte integrante da primeira mensagem angélica, que relembra a origem divina do mundo. Assim, em todas as suas ações essa dimensão precisa ser reconhecida como uma expressão de sua identidade evangélica.

UNASP distribui mais de 200 mil livros Viva com Esperança

5X2A2565

Professores, funcionários e alunos dos quatro campi do UNASP se uniram no último sábado, 30 de Maio, para a distribuição de 220 mil livros Viva com Esperança na grande capital e também na região de Campinas. Neste mesmo dia todo o continente sul americano esteve envolvido, levando para aproximadamente 21 milhões de pessoas uma mensagem de esperança. A ação aconteceu no Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai, Chile, Bolívia, Peru e Equador.

Além da distribuição dos livros de porta em porta, de pessoa em pessoa, foram elaboradas feiras de saúde, assim a população também teve a oportunidade de realizar consultas e receber orientações para uma vida saudável. Tudo oferecido gratuitamente pela Igreja Adventista.

UNASP campus São Paulo

4891-500x330-02062015194736

Todo o complexo de favelas do Paraisópolis e uma parte do Morumbi, na zona sul da cidade de São Paulo foi impactada no sábado 30 de Maio com cerca de mil pessoas do UNASP-SP, que levaram uma mensagem de saúde e esperança através da distribuição de 100 mil livros Viva com Esperança.

Em continuidade a esta ação, no domingo, 31 de maio, cerca de 70 alunos e professores do UNASP-SP foram até o Parque do Carmo, em Itaquera, zona leste da Cidade de São Paulo, participar de uma feira de Saúde.

A coordenação do evento foi da área de Saúde da sede da Igreja Adventista para a região Leste da cidade de São Paulo. No formato de circuito de saúde onde são apresentados oito remédios naturais para a população, foram atendidas 152 pessoas e feitos 2736 atendimentos.

Segundo a responsável pela área de Extensão Universitária do UNASP-SP, Eunice Bertoso, o propósito da Feira foi atender a população que frequenta o espaço do Parque do Carmo e promover saúde a eles. “Além desses benefícios, nossos alunos e professores aprimoraram seus talentos e colocaram para em prática seus conhecimentos obtidos em sala de aula. Com isso já treinaram para as feiras que irão realizar nas diversas missões voluntárias que serão realizadas pelo UNASP-SP em várias regiões do Brasil e do mundo em julho deste ano”, afirmou ela.

UNASP campus Engenheiro Coelho e UNASP Campus Virtual

11356302_875481039190646_1172884026_n

O UNASP campus Engenheiro Coelho e o UNASP Campus Virtual distribuíram 100 mil livros Viva com Esperança em Campinas, no sábado 30 de Maio. O projeto contou com mais de 2.600 pessoas e 55 ônibus foram disponibilizados pela igreja da instituição. A cidade de Campinas foi mapeada e os voluntários divididos em duplas para facilitar a distribuição dos livros.

“A intenção é intensificar o evangelismo na cidade de Campinas e construir novas igrejas no município. Visto que o distrito de Barão Geraldo, por exemplo, é bem grande com pouca presença adventista”, explica o Pastor auxiliar da Igreja do UNASP, Tiago Rodrigues.

Os livros foram distribuídos em diversos pontos de grande circulação como shopping, terminal rodoviário e nos semáforos. Uma feira de saúde foi realizada em um dos bairros da cidade, ensinando a comunidade como ter uma saúde integral e preventiva, por meio dos oito remédios naturais – Alimentação saudável, ingestão regular de água, respiração de ar puro, exposição a luz solar, prática de exercício, repouso, temperança e confiança em Deus.

“As pessoas foram convidadas a se cadastrar em um circuito com os oito remédios naturais e então descobririam como estava a relação delas com cada um dos remédios, e aprender um pouco sobre cada um deles”, explica Rodrigues.

O universitário Ronaldo Pascoal conta que a experiência foi “marcante”, e que foi bem recebido pelas famílias. “A gente nota que as pessoas necessitam de atenção, nós mostramos que elas não estão sem esperança”, enfatiza o estudante do UNASP.

“Distribuir livros é uma maneira bem recebida pelas pessoas e mais ainda este ano cujo tema é saúde. O propósito é fazer que o máximo de pessoas tenha um contato com essa mensagem de saúde, mas uma saúde integral”, finaliza Rodrigues.

UNASP campus Hortolândia

5X2A2638

O ponto de partida foi o próprio UNASP campus Hortolândia. Alunos, funcionários da instituição e comunidade ao redor do campus estiveram envolvidos no programa, que teve duração de, aproximadamente, cinco horas. Foram entregues mais de 20 mil livros pelas mãos de 2.630 participantes.

As crianças também tiveram participação no projeto através de uma ação feita pelo clube de Desbravadores, departamento da IASD que oferece educação social, cultural e religiosa para adolescentes entre 10 e 15 anos. Vestidos com seus uniformes eles movimentaram as ruas com uma fanfarra. Enquanto uns tocavam, outros distribuíam os livros nas casas. Todo esse fluxo no trânsito, nos diversos pontos de atuação, contou com a ajuda integral da Polícia Militar, que foi solidária ao projeto.

Ao fim, um total de 631 pessoas aceitaram estudar a bíblia. Exemplo disso foi Cícero de Sales, visitado pela enfermeira aposentada Raquel Vieira. Ele disse que busca a Deus há anos e, prontamente, aceitou o estudo bíblico oferecido. Para o diretor geral do campus, Alacy Barbosa, a iniciativa faz parte do processo de formação dos alunos da instituição. “A escola não existe só para ensinar os números e as letras. Ela também tem o propósito de preparar os jovens para a liderança na pregação do evangelho, porque daqui a pouco não serei eu mais a estar aqui. Como diretor de um centro universitário, o trabalho só faz sentido quando estes jovens estão aprendendo a fazer na prática, como aconteceu hoje”, observa Barbosa.

por Rosemeire Braga/Leonardo Lacerda/Suzaeny Lima