Não fuja do estresse, ele pode trazer benefícios para a sua vida.

happy

Hoje queremos que você pense no estresse de uma maneira diferente e não apenas como um dos grande vilões da vida moderna. Você vai se surpreender, mas o estresse tem lá seus benefícios.

O que é estresse? 

O estresse é uma reação do organismo que envolve componentes psicológicos, físicos, mentais e hormonais. Costuma ocorrer quando é necessário que seu corpo e mente se adaptem a um evento que costuma ser mais intenso e importante. O estresse pode ser tanto negativo quanto positivo. Por exemplo, quando você precisa preparar-se para uma prova importante da faculdade ou, quem sabe, responder uma pergunta difícil na entrevista de emprego. Essas, e outras situações são estressantes porque te colocam em um nível de exigência muito grande.

O estresse negativo ocorre quando você ultrapassa seus limites e esgota sua capacidade de adaptação. O organismo fica cansado, perde nutrientes e a energia mental fica reduzida. A produtividade e a capacidade de trabalho ficam muito prejudicadas. A qualidade de vida sofre danos e você pode até adoecer.

Agora, o estresse positivo é quando você está na fase inicial do processo, quando o nosso corpo e mente dão aquele alerta. O organismo produz adrenalina que dá ânimo, vigor e energia, fazendo você produzir mais. É a fase da produtividade! Porém, cuidado. Ninguém consegue ficar em alerta por muito tempo e continuar saudável.

O nível de estresse ideal seria aquele bem manipulado. Ou seja, quando você conseguir manejar o estresse e gerenciar a fase de alerta de modo eficiente, alternando entre estar em alerta e sair de alerta.

Segundo o neurocientista Bruce McEwen, professor da Universidade Rockefeller, em Nova York. O estresse é fundamental para a nossa sobrevivência. Quando sentimos que o mundo vai desabar o cérebro nos prepara para reagir ao desastre. Ficamos prontos para tomar decisões com mais rapidez, guardar informações que podem ser decisivas e encarar desafios e perigos.

Segundo McEwen há 3 níveis de estresse: o bom, o tolerável e o tóxico. No nível extremo de estresse, as células do hipocampo perdem conexões com outras áreas do cérebro e se encolhem. Isso prejudica, por exemplo, o armazenamento da memória. Por isso sentimos que ficamos meio estúpidos quando passamos por muito estresse. É como se o cérebro parasse de funcionar e não processasse mais informação. Não há dúvida sobre os malefícios do estresse quando esse ponto é atingido.

Para aproveitar o melhor do nível de estresse é preciso ter um estilo de vida saudável, alimentação balanceada, fazer exercícios físicos, dormir bem, evitar o consumo de álcool, não fumar, ter boas relações com as pessoas. Se o corpo funcionar bem, viveremos sob o bom estresse. Discutir os problemas também pode ajudar. O ideal é não fugir do estresse, mas saber lidar bem com as situações adversas e tirar o melhor de cada uma delas.

Que tal tentar?

 

Fonte: Super Interessante