Estude para o vestibular Unasp: Proposta de redação I

i

Para ajudar você, que vai prestar o vestibular do Unasp, nossa equipe do Processo Seletivo está liberando os temas das redações das provas dos últimos cinco anos! A partir de hoje todos os dias você pode acessar nosso blog para conferir os temas.

Preparados? Vamos estudar!

Os temas de hoje foram exigidos no exame de 2015. 

Leia também:

– Proposta de redação II

– Proposta de redação III

– Proposta de redação IV

Observações:

• Leia as duas propostas e escolha uma delas;

• Lembrese de que a produção de seu texto dissertativo argumentativo requer o uso da língua escrita culta eque dissertar é expor ideias de modo claro e coerente. Portanto, suas conclusões devem decorrer daargumentação que você tiver apresentado;

• Seu texto deverá ter, pelo menos;

• Dê um título ao seu texto.


PROPOSTA A: Gentileza e Simpatia

Texto 1

Há, nas sociedades contemporâneas em geral, um abandono das formas de boa convivência. É como se a gentileza tivesse sido banida dos arranjos sociais. Basta observar as pessoas no trânsito: é uma guerra constante entre motoristas, pedestres e autoridades fiscalizadoras. Nas trocas comerciais, é semelhante: quando é que somos bem tratados? E em repartições públicas? Parece que toda vez temos que implorar por bom atendimento. Isso é um reflexo da perda de algo fundamental para o bom andamento de uma sociedade: a necessidade da gentileza, do cuidado e da atenção com o outro.

Tiago Boldariniy

Texto 2

O que é ser gentil e simpático pra você? Qual a importância da gentileza e da simpatia na sociedade? Gentileza e simpatia ainda existem? Como?

Pergunta postada no YahooBrasilRespostas, acesso em 09/2010 (adaptado)

 

PROPOSTA B: Fofoca

Texto 1

A fofoca tem muitas caras. Uma delas consiste em espalharmos o que não é verdade, o que é apenas um boato; outra, em passarmos adiante a verdade a nós confiada de modo confidencial. (…) Podemos fugir de ambas as situações. Quando recortamos a verdade contada em sigilo e a colamos em outra moldura, em outro contexto, furtamos da verdade suas condições de produção originais e o que era um ato de confissão e de grandeza pode se transformar numa arma de acusação e depreciação. Já não é mais a verdade.

O educador e a fofoca virtual, J C Perez

Texto 2

Caros leitores, a fofoca não tem compaixão. Ou melhor, os fofoqueiros não têm piedade. Eles têm é inveja. E ela não deixa espaço à razão, à compaixão pelo outro. A fofoca mobiliza forças irracionais, geralmente está acompanhada pela infelicidade, pela raiva ou angústia. Se eu não estou feliz, a culpa é do outro, pensa o fofoqueiro. Os indivíduos tomados pela fofoca ou inveja, perturbam a vida e o trabalho dos colegas. Difamam, bisbilhotam outras pessoas. Paradoxalmente, têm medo da responsabilidade e da liberdade.

Luciana Andrade